Bálcãs ainda têm 17,8 mil desaparecidos

O escritório regional de Belgrado do Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV) informou ontem que ainda há 17.882 pessoas nas listas de desaparecidos nas guerras da antiga Iugoslávia. Segundo os dados divulgados, ainda não se sabe onde estão 13.449 pessoas da Bósnia, 2.386 da Croácia e 2.047 de Kosovo. "Desde que as guerras foram travadas, pessoas estão desaparecidas", afirmou o diretor do CICV, Pierre Kraehenbuel. Segundo ele, é de extrema importância esclarecer o paradeiro dos desaparecidos e "apoiar o direito de seus parentes à verdade". O CICV publicou os dados por ocasião do Dia Internacional dos Desaparecidos - em 30 de agosto.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.