Yuda A Riyanto/AFP
Yuda A Riyanto/AFP

Bali reabre aeroporto apesar do risco de erupção do vulcão Agung

Cerca de 120 mil turistas ficaram na ilha após o bloqueio de três dias

O Estado de S.Paulo

29 Novembro 2017 | 09h48

DEMPASSAR - O aeroporto internacional de Bali reabriu nesta quarta-feira, 29, depois de passar três dias fechado em consequência da fumaça gerada pelo vulcão Agung. A medida permite que 120 mil turistas bloqueados na ilha turística da Indonésia possam voltar a suas casas.

+ Itamaraty pede que brasileiros em Bali sigam orientações sobre vulcão

O aeroporto voltou a operar a partir das 15h locais (5h, de Brasília). "Continuamos vigiando a situação de forma constante", afirmou o porta-voz do aeroporto Ngurah Rai de Bali, Aroe Ahsanurrohim, que não descartou a possibilidade de um novo fechamento em caso de nova mudança na direção do vento.

Preocupadas com o risco que a fumaça gerada pelo vulcão representa para os aviões, as autoridades pensavam em manter o aeroporto fechado até o meio-dia de quinta-feira. Mas o vento mudou de direção e afastou as nuvens de cinzas.

+Hotéis na Indonésia dão diárias grátis a turistas presos por vulcão

Situado a 75 quilômetros dos principais destinos turísticos de Kuta e Seminyak, o vulcão do Monte Agung, que tem 3 mil metros de altitude, emite espessas colunas de fumaça cinza há vários dias, o que provoca o temor de uma erupção a qualquer momento.

Milhares de pessoas abandonaram suas casas nas proximidades do vulcão, na zona leste da ilha. O número de habitantes afetados pode chegar a 100 mil, de acordo com a Agência Nacional de Gestão de Desastres.

Última erupção

Ocorrida em 1963, a última erupção do Agung deixou 1.600 mortos porque muitos moradores não foram retirados a tempo. Analistas consideram que a atual atividade do vulcão corresponde à registrada na erupção há 54 anos.

Naquele ano, o Agung liberou quase um bilhão de toneladas de escombros na atmosfera, gerando uma nuvem que chegou a Jacarta, a quase mil quilômetros da ilha, e provocou uma escuridão que reduziu a temperatura do planeta em 0,3 grau durante um ano.

"Constantemente, acontecem pequenas erupções, mas uma erupção explosiva mais importante continua possível", declarou um cientista da agência indonésia de vulcanologia, I Gede Suantika. "A atividade continua sendo elevada, e o nível de alerta permanece no ponto máximo", completou.

A fumaça do vulcão também provocou várias interrupções no aeroporto internacional de Lombok, ilha vizinha de Bali, que permanecia aberto nesta quarta-feira. 

O Agung é um dos 129 vulcões deste arquipélago do Sudeste Asiático situado no "círculo de fogo" do Pacífico, onde o choque das placas tectônicas provoca terremotos frequentes e uma importante atividade vulcânica. / AFP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.