Ban defende resolução para Síria em abertura de debates na ONU

Secretário-geral da entidade diz que derramamento de sangue precisa acabar

O Estado de S. Paulo,

24 de setembro de 2013 | 11h03

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, abriu a reunião da Assembleia-Geral da entidade, nesta terça-feira, 24, com um pedido para pôr fim ao derramamento de sangue na Síria e defendeu a adoção eminente de uma resolução do Conselho de Segurança para o controle das armas químicas em poder do regime de Bashar Assad.

"Uma vitória militar na Síria é uma ilusão. A única resposta é um acordo político", disse Ban. "Já é hora de pôr fim ao derramamento de sangue."

Ainda discursam hoje o presidente americano, Barack Obama, e o do Irã, Hassan Rohani.

Mais conteúdo sobre:
ONUBan Ki-moonSíria

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.