Ban elogia papel de Turquia e Brasil na mediação com Irã

O secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, elogiou nesta sexta-feira os esforços de mediação de Turquia e Brasil para resolver o impasse em torno do programa nuclear do Irã. Falando em Istambul, Ban disse que a atuação desses países ajudou a abrir "canais de comunicação que poderiam de outro modo estar fechados".

AE-AP, Agência Estado

21 Maio 2010 | 13h38

A Turquia e o Brasil anunciaram na segunda-feira um acordo com o Irã. Segundo esse pacto, Teerã enviará urânio pouco enriquecido ao território turco, recebendo de volta combustível para seu reator nuclear na capital do país persa. Na quarta-feira, Turquia e Brasil pediram que o Conselho de Segurança da ONU não aprove agora novas sanções ao Irã, afirmando que o compromisso assumido nesta semana é a melhor forma de se avançar na controvérsia sobre o programa nuclear do país.

"Nós esperamos que esta e outras iniciativas possam manter as portas abertas para um acordo negociado", disse Ban. "A Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) irá fornecer sua própria avaliação, claro", ressaltou o secretário-geral da ONU.

Mais conteúdo sobre:
Irã programa nuclear ONU Ban Ki-moon

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.