Ban Ki-Moon diz que mundo deve manter foco na Síria

O secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, disse que a crise de segurança na Síria é a maior que o mundo enfrenta atualmente e advertiu que líderes internacionais não percam o foco na tentativa de resolver o impasse.

AE, Agência Estado

12 de março de 2014 | 13h32

Ban Ki-moon fez seu apelo em um comunicado divulgado nesta quarta-feira ao mesmo tempo que a guerra civil na Síria entra em seu quarto ano e que os países que lideram as negociações de paz - Estados Unidos e Rússia - estão envolvidos na crise política da Ucrânia.

No texto, o chefe da ONU escreveu que "a situação da Síria é agora a maior crise humanitária e de segurança no mundo" e que os países vizinhos têm "efeitos colaterais insuportáveis".

Ban Ki-moon afirmou que "lamenta profundamente a incapacidade da comunidade internacional para lidar com o conflito". Ele apelou ainda que "a Rússia e os Estados Unidos tomem medidas para dar nova força ao processo de paz". Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
SíriaONU

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.