Ban Ki-moon diz ser 'vital' que Israel retome conversas de paz com palestinos

Principal responsável da ONU expressou preocupação com o restabelecimento da atividade nos assentamentos

Efe

09 de novembro de 2010 | 03h03

WASHINGTON - O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, ressaltou na segunda-feira, 8, ao primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, que é "vital" que sejam retomadas as negociações de paz com os palestinos, atualmente estagnadas.

Ban, que se reuniu com Netanyahu na segunda-feira, na sede das Nações Unidas em Nova York, indicou que "é vital romper o atual bloqueio diplomático, retomar as negociações e chegar a resultados", indicou o porta-voz da ONU, Martin Nesirky.

O principal responsável da ONU "expressou sua preocupação com o restabelecimento da atividade nos assentamentos e com os recentes anúncios de que seguirão as construções no leste de Jerusalém".

O comitê de planejamento urbano de Jerusalém, segundo a imprensa israelense, teria dado sinal verde para a edificação de 930 casas na área conhecida como Har Homa C, e de outras 48 na chamada Har Homa B, no leste da cidade.

Ban, além disso, expressou sua esperança em que o governo israelense siga tomando medidas que facilitem o movimento de bens e pessoas para Gaza.

Além disso, Ban e Netanyahu abordaram a situação do povo de Ghajar, na fronteira do Israel com o Líbano. O primeiro-ministro israelense já expressou a possibilidade de retirar-se da região norte da localidade, o que é uma das reivindicações da milícia radical libanesa Hisbolá.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.