Ban Ki-moon expressa preocupação com armas químicas da Síria

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, disse na segunda-feira que está preocupado com o risco de a Síria usar armas químicas após o governo sírio alertar que poderia se utilizar delas caso se sentisse ameaçado por uma intervenção externa.

Reuters

23 de julho de 2012 | 14h47

A Síria reconheceu pela primeira vez na segunda-feira que possuía armas químicas e biológicas, afirmando que não seriam usadas contra os rebeldes, mas poderiam ser usadas contra forças de fora do país.

"Seria repreensível se qualquer um na Síria usasse armas de destruição em massa", Ban disse aos repórteres durante uma visita à Sérvia.

(Reportagem de Aleksandar Vasovic)

Mais conteúdo sobre:
ONUBANKIMOONARMASSIRIA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.