Ban Ki-moon: Putin negou movimentação sobre Ucrânia

O secretário-geral das Nações Unidas (ONU), Ban Ki-moon, disse que o presidente da Rússia, Vladimir Putin, garantiu a ele que não tinha nenhuma intenção de fazer outro movimento militar sobre a Ucrânia depois da anexação da Crimeia.

AE, Agência Estado

29 de março de 2014 | 11h01

Ban afirmou que, durante as suas visitas a Moscou e Kiev nos dias 20 e 21 de março, "as tensões estavam muito elevadas". Ele contou ter pedido a líderes dos dois países para acalmar os ânimos e iniciar conversas diretas. Também sugeriu aos líderes da Ucrânia que deem resposta às preocupações da Rússia sobre russos étnicos em território ucraniano. "O presidente Putin (...) me disse que não tem intenção de fazer qualquer movimento militar", salientou o secretário-geral.

Ban e o embaixador da Rússia na ONU, Vitaly Churkin, falaram com repórteres depois que o secretário-geral relatou ao Conselho de Segurança a portas fechadas as suas conversas recentes com Putin em Moscou e com os líderes ucranianos em Kiev.

Churkin reforçou que Putin já deixou claro que não haverá nenhuma nova mobilização russa sobre território ucraniano. Ele acusou países de "tentar criar artificialmente a atmosfera de uma crise internacional", sem mencionar nomes. "Nossas forças na Rússia estão passando por sua rotina habitual, permanecendo em seus quartéis ou fazendo algum treinamento", afirmou. "Mas não há risco de qualquer iniciativa da Rússia contra a Ucrânia." Fonte: Associated Press.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.