Ban Ki-moon visita Paquistão para chamar atenção sobre catástrofe

Ação procura acelerar a entrega da ajuda dos US$ 459 milhões que a ONU pediu à comunidade internacional

Efe,

15 de agosto de 2010 | 03h20

ISLAMABAD - O secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, deve visitar neste domingo, 15, o Paquistão para analisar de perto a situação criada pelas graves inundações que afetam o país e chamar a atenção internacional sobre a catástrofe, segundo uma porta-voz da organização.

 

A visita de Ban às regiões paquistanesas devastadas pelas inundações procura acelerar a entrega da ajuda dos US$ 459 milhões que a ONU pediu à comunidade internacional para os milhões de afetados. O Paquistão até agora só recebeu uma quinta parte, segundo o Escritório de Coordenação de Assuntos Humanitários das Nações Unidas.

 

"Trata-se de uma estadia de um dia na qual deve visitar as áreas afetadas pelas inundações e se reunir com altos cargos do governo paquistanês", explicou este sábado uma porta-voz da ONU em Islamabad, Israt Rizvi.

 

Os últimos dados atualizados do organismo assinalam que as inundações afetaram mais de 14 milhões de paquistaneses e provocou 1.343 mortos e 1.588 feridos.

 

No entanto, em seu discurso por causa do dia da independência, o primeiro-ministro paquistanês, Yousuf Raza Gillani, elevou no sábado, 14, para 20 milhões o número de afetados pela catástrofe.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.