Banco bloqueia conta do presidente da Costa do Marfim

O Banco Central dos Estados do Oeste Africano cortou o acesso aos fundos estatais do presidente da Costa do Marfim, Laurent Gbagbo, e endossou o oposicionista Alassane Ouattara como novo presidente do país. A medida foi tomada na noite de ontem e deve aumentar a pressão sobre Gbagbo, complicando seus esforços para pagar os funcionários públicos e militares.

AE, Agência Estado

24 de dezembro de 2010 | 13h33

Os aliados de Ouattara esperam que a medida leve a deserções na base oficial, caso as pessoas não recebam seus salários. O oposicionista está sendo apoiado pela comunidade internacional, mas Gbagbo ainda tem o suporte dos militares do país. Na noite de ontem, a televisão estatal controlada pelo atual presidente deixou de ser transmitida na maioria das cidades, exceto na capital Abidjã.

A Organização das Nações Unidas (ONU) afirmou que pelo menos 173 morreram vítimas da onda de violência após as eleições de 28 de novembro. Há o temor de uma nova guerra civil. Para a maioria da comunidade internacional, Gbagbo perdeu a disputa. As informações são da Associated Press.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.