Banco da chinês quer emitir 3 bi de yuans em bônus

O Banco de Desenvolvimento da China planeja ofertar o equivalente a 3 bilhões de yuans em títulos denominados em yuans (bônus Dim Sum), segundo proposta obtida pela agência Dow Jones, neste sábado.

NALU FERNANDES, Agência Estado

07 de janeiro de 2012 | 09h58

A emissão é parte da venda planejada de 6 bilhões de yuans em títulos denominados em yuans em Hong Kong, segundo o documento.

A operação consiste em 1,5 bilhão de yuans em títulos de três anos e 1,5 bilhão de yuans em títulos de cinco anos.

Os chamados bonus Dim Sum serão vendidos por bookbuilding e pela plataforma de oferta da Autoridade Monetária de Hong Kong, segundo uma pessoa familiarizada com a operação. Nove bancos vão coordenar a emissão, de acordo com a pessoa, entre eles estão BOC Hong Kong, Barclays, Citigroup, Deutsche Bank, HSBC, JP Morgan, Standard Chartered e Royal Bank of Scotland.

Esta será a quarta emissão dos bônus Dim Sum pelo Banco de Desenvolvimento da China, o segundo maior emissor de títulos depois do Ministério das Finanças. A expectativa é que roadshows comecem na próxima semana. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Chinabônusyuans

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.