Soe Zeya Tun/Reuters
Soe Zeya Tun/Reuters

Banco Mundial aprova ajuda a Mianmar após 25 anos

A verba de US$ 80 milhões será destinada a projetos de infraestrutura de vilas das áreas rurais e pobres do país

Agência Estado

02 de novembro de 2012 | 09h13

YANGON - O Banco Mundial aprovou uma ajuda de US$ 80 milhões para Mianmar a fim de apoiar as reformas no país, retomando a assistência para a nação após uma ausência de 25 anos. O dinheiro será destinado a projetos em infraestrutura de vilas das áreas rurais e pobres, informou o banco, em comunicado, após seu conselho de diretores em Washington aprovar uma nova estratégia para ajudar o país.

"Estou animado com as reformas que têm sido implementadas em Mianmar e incentivo o governo a continuar a levar adiante seus esforços", disse o presidente do Banco Mundial, Jim Yong-kim. O foco será as necessidades de desenvolvimentos mais urgentes, afirmou ele, citando educação, saúde, infraestrutura e setor privado, a fim de impulsionar a criação de empregos.

O Banco Mundial fechou seu escritório em Yangon em 1987 e cessou novos empréstimos ao país após a junta militar então no poder parar de realizar pagamentos da dívida, no valor de centenas de milhões de dólares, deixada por programas anteriores.

Um obstáculo para a retomada da ajuda foi como lidar com o dinheiro não pago, incluindo dívidas de quase US$ 400 milhões devidos ao Banco Mundial. O órgão, que abriu um novo escritório em Yangon em agosto, informou nesta sexta-feira, 2, que trabalha com o Japão e o Banco de Desenvolvimento Asiático para solucionar a questão e espera sanar as dívidas no início de 2013.

Com Dow Jones

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.