Banco Mundial quer novo fundo para enfrentar crise dos alimentos

O Banco Mundial afirmou na terça-feiraque planeja criar um novo fundo multilateral para ajudar ospaíses mais pobres do planeta a enfrentar a alta dos preços dopetróleo e dos alimentos. Pamela Cox, vice-presidente do Banco Mundial para a AméricaLatina e o Caribe, disse a jornalistas que está pedindo o apoiode vários países para formar o novo fundo, mas não forneceumais detalhes. "Estamos estudando a possibilidade de criarmos juntos umfundo multilateral destinado aos países mais pobres", afirmouCox durante uma reunião de ministros das Finanças de paíseslatino-americanos, no balneário mexicano de Cancún. "Estamos praticamente na fase de passar o chapéu (pararecolher fundos)", acrescentou. O Banco Mundial lançou no mês passado um programasemelhante de 1,2 bilhão de dólares a fim de ajudar paísespobres como o Haiti e a Libéria a arcarem com os preços maiscaros dos combustíveis e dos alimentos. Em um outro movimento, a Arábia Saudita propôs, no fim desemana, criar um plano de ajuda da Opep (Organização dos PaísesExportadores de Petróleo) de 1 bilhão de dólares e ofereceu aconcessão de empréstimos em condições favoráveis no valor totalde 500 milhões de dólares para auxiliar países pobres aenfrentar os altos preços dos combustíveis. (Por Luis Rojas Mena)

REUTERS

24 de junho de 2008 | 19h34

Tudo o que sabemos sobre:
BIRDFUNDOALIMENTOS

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.