Banco privado do Irã move ação contra Tesouro inglês

O maior banco privado do Irã, o Mellat, entrou com uma ação judicial contra o Tesouro britânico pedindo bilhões em compensação por negócios que perdeu em razão das sanções aplicadas pelo Reino Unido contra o Irã. Procurado, um porta-voz do Tesouro do Reino Unido disse que não pode comentar sobre processos em andamento.

Agência Estado

15 de fevereiro de 2014 | 20h56

Em junho de 2013, a corte suprema britânica deu parecer favorável ao banco ao considerar as sanções aplicadas em 2009 contra o banco ilegais, já que a instituição não é controlada pelo estado iraniano e que não havia evidências de que o banco estava ajudando o programa nuclear iraniano.

Como parte de uma série de ações tomadas pelos governos ocidentais, o Reino Unido impôs sanções a um crescente número de empresas iranianas, com o intuito de frear os esforços nucleares de Teerã. No ano passado, além do Mellat, uma série de companhias navais e outros bancos obtiveram parecer favorável da justiça em ações movidas contra governos europeus. A União Europeia apelou em alguns casos ou renovou as sanções a empresas. Fonte: Dow Jones Newswire.

Tudo o que sabemos sobre:
Reino UnidoIrãsanções

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.