Banco quer fundo para desenvolver energias limpas na Ásia

O Banco Asiático de Desenvolvimento (BAD) pretende criar um Fundo de Cooperação para o Financiamento de Energia Limpa, ao qual espera destinar US$ 250 milhões para o desenvolvimento destas energias na Ásia.A instituição financeira, em comunicado divulgado nesta segunda-feira, aponta que o Fundo "convida os associados para o desenvolvimento do BAD a cooperar no financiamento de projetos de energia limpa na região"."O Fundo aporta uma plataforma para acolher subvenções, empréstimos, garantias e outros tipos de contribuição para projetos de energia limpa", afirmou Werner Liepach, diretor do escritório de operações de co-financiamento do BAD.Segundo a instituição com sede em Manila, o crescimento da população e a industrialização na região da Ásia e o Pacífico leva a um rápido aumento na demanda de serviços energéticos."O contínuo aumento no consumo de energia convencional e de combustíveis tradicionais gerou graves conseqüências para o meio ambiente e a economia, tanto em nível local como global. Este Fundo ajudará a solucionar este problema", afirmou o diretor do departamento regional e de infra-estruturas sustentáveis do BAD, Woo Chng Um.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.