Bangladesh condena dois à morte por crimes de guerra

Um tribunal especial para crimes de guerra em Bangladesh sentenciou à morte neste domingo dois cidadãos do país que vivem nos Estados Unidos e no Reino Unido por crimes contra a humanidade durante a guerra de independência da nação contra o Paquistão, em 1971.

AE, Agência Estado

03 de novembro de 2013 | 09h33

Chowdhury Mueen Uddin, que vive no Reino Unido, e Ashrafuzzaman Khan, que vive em Nova York, foram declarados culpados por um painel de três juízes de sequestrar e matar 18 pessoas em dezembro de 1971, entre elas nove professores universitários, seis jornalistas e três médicos.

Os condenados foram julgados à revelia uma vez que se recusaram a voltar a Bangladesh. O país alega que soldados paquistaneses e colaboradores locais mataram três milhões de pessoas e estupraram 200 mil mulheres durante a guerra de 1971. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Bangladeshjulgamentocrimeguerra

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.