Bangladesh e China vão discutir cooperação em defesa

O aumento da cooperação em defesa será um dos temas discutidos durante a visita do vice-presidente chinês, Xi Jinping, a Bangladesh, informou o ministro das Relações Exteriores, Dipu Moni, neste domingo.

REUTERS

13 de junho de 2010 | 11h42

"A China é o maior fornecedor de equipamentos de defesa para Bangladesh. Então as negociações para intensificar a cooperação em Defesa estão na agenda," disse Moni em entrevista coletiva, sem dar detalhes.

Bangladesh deverá em breve adicionar duas novas fragatas chinesas à sua frota naval, aumentando o número para sete, informou um membro da defesa à Reuters.

Autoridades afirmam que aumentar a capacidade naval é importante para Bangladesh manter a vigilância de seu território na baía de Bengala, rica em recursos naturais e hidrocarbonetos.

Bangladesh enviou navios de guerra para uma região disputada da baía após Mianmar começar a explorar petróleo e gás no local em outubro de 2008. Bangladesh retirou seus navios quando Mianmar interrompeu a exploração, já que a China manifestou sua profunda preocupação com a questão.

A China concordou em fornecer as fragatas, durante visita do primeiro-ministro, Sheikh Hasina, a Pequim, em março, disse o representante do governo que pediu para não ser identificado.

A última aquisição de um fragata por Bangladesh, construída pela Coreia do Sul, foi em 2001, quando Hasina também era o primeiro-ministro.

Tudo o que sabemos sobre:
CHINABANGLADESHCOOPERACAO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.