Bangladesh reforça segurança de ex-primeira-ministra

Bangladesh aumentou a segurança policial da ex-primeira-ministra Sheikh Hasina Wajed depois que a Índia divulgou informações de que extremistas islâmicos planejam matá-la antes das eleições de 29 de dezembro, segundo autoridades do país.Segundo o diretor geral da polícia de elite de Bangladesh, Hasan Mahmud Khandaker, as autoridades estão investigando a ameaça divulgada pelo canal de televisão CNN-IBN, que cita um funcionário não identificado dos serviços de inteligência da Índia.Sheikh Hasina e seu Partido Awami estão pedindo eleições para que o poder seja transferido para um governo democraticamente eleito depois de quase dois anos de uma administração militar. Em janeiro de 2007, uma junta militar cancelou as eleições e decretou estado de emergência depois de meses de violência política. O estado de emergência foi abolido na última Quarta-feira.Khandaker disse que a segurança policial já foi elevada tanto para a ex-primeira ministra como para sua rival, a também ex-primeira ministra Khaleda Zia, que dirige o Partido Nacionalista de Bangladesh, mais próxima dos islâmicos. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.