AFP PHOTO / EMMANUEL DUNAND
AFP PHOTO / EMMANUEL DUNAND

Bar de um dos autores dos atentados em Paris é fechado na Bélgica

Policiais que revistaram o local informaram que ele era usado para o consumo de ‘substâncias alucinógenas’; um dos donos é Brahim Abdeslam, que detonou os explosivos que levava consigo no Boulevard Voltaire

O Estado de S. Paulo

17 de novembro de 2015 | 09h56

BRUXELAS - O bar de um dos autores dos ataques da sexta-feira em Paris, Brahim Abdeslam, foi fechado pela polícia por consumo de drogas e perturbação da ordem pública, segundo a imprensa belga.

Brahim Abdeslam, de 31 anos, que detonou os explosivos que levava consigo no Boulevard Voltaire, administrou o bar na capital belga chamado Les Béguines, segundo o jornal Les Echos.

Em 4 de novembro, foi fechado por ordem municipal. A polícia que revistou o bar informou que ele era usado para o consumo de "substâncias alucinógenas".

A polícia, segundo a ordem administrativa, destaca que "o estabelecimento comercial é utilizado para o consumo de substâncias alucinógenas proibidas; sobre suas mesas foram encontrados muitos cinzeiros com cigarros de maconha parcialmente consumidos". Por isso determinou-se o fechamento da casa em 4 de novembro por cinco meses até abril de 2016.

Um dos irmãos de Brahim, Salah Abdeslam, suspeito-chave dos atentados de Paris é ativamente procurado pelas polícias belga e francesa.

A polícia afirmou nesta terça-feira, 17, que Brahim Abdeslam alugou pela internet uma casa em um subúrbio ao norte de Paris, em Bobigny, poucos dias antes dos ataques de sexta-feira. Investigadores acreditam que os terroristas podem ter usado o local como uma base logística para realizar os atentados. /AFP e DOW JONES NEWSWIRES

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.