Mark Lyon/Efe
Mark Lyon/Efe

Barack Obama ataca política tributária proposta por Romney

'Não precisamos de um presidente que planeja transferir mais empregos para fora do país', disse

AE, Agência Estado

16 de julho de 2012 | 17h21

CINCINNATI, OHIO - O presidente dos EUA, Barack Obama, em campanha para a reeleição, fez ataques nesta segunda-feira, 16, à política tributária proposta por seu concorrente, o ex-governador de Massachusetts Mitt Romney. Durante encontro com eleitores em Cincinnati (Ohio), Obama disse que "não precisamos de um presidente que planeja transferir mais empregos para fora do país e que quer dar mais isenções fiscais para empresas que estão transferindo empregos para o exterior".

Veja também:

link Partidários de Obama e Romney trocam acusações

link Obama faz comício para partidários sob chuva na Virgínia

forum CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK

O presidente defendeu a ajuda dada por seu governo à indústria automobilística em 2009 e disse apoiar gastos governamentais em obras de infraestrutura e em programas que apoiem a contratação de mais professores de matemática e ciências. Durante o evento, Obama respondeu a perguntas dos eleitores sobre política energética e educação. Para ele, as autoridades reguladoras devem supervisionar de perto as empresas produtoras de petróleo e gás, com a ressalva de que "companhias responsáveis devem ser capazes de operar e ter lucros".

Obama pediu aos eleitores que compareçam às urnas em novembro. "Vocês é que vão levar ao desempate. A opção é de vocês", acrescentou o presidente, que também compareceu a um evento para levantar recursos para a campanha antes de deixar Cincinnati; à noite, ele deve assistir a partidas de basquetebol em Washington com as seleções masculina e feminina dos EUA.

Com Dow Jones

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.