Barco afunda e mata pelo menos 47 pessoas no Congo

Mais de 100 pessoas estão desaparecidas após naufrágio na noite de quinta; 27 foram resgatados com vida

Reuters e Associated Press,

25 de julho de 2008 | 09h11

Pelo menos 47 pessoas morreram e mais 100 estão desaparecidas depois que um barco afundou em um rio na República Democrática do Congo, informou uma autoridade do governo local nesta sexta-feira, 25.O comissário distrital Mathieu Bela afirmou que 47 corpos foram recuperados no rio Ubangi. A embarcação transportava 182 pessoas, a maioria comerciantes, mas também mulheres e crianças. Pelo menos 27 sobreviventes foram resgatados.  "O restante dos passageiros, mais de 100, desapareceram. Não sabemos o que aconteceu com ele". afirmou. Bela disse que as autoridades locais não receberam nenhuma ajuda por parte do governo, devido à falta de informação e à dificuldade de acesso ao lugar. "O acidente aconteceu na noite de quinta-feira, quando o barco atingiu uma pedra no escuro. Não há sinais nem placas, não há nada que oriente a navegação", disse.   O barco afundou no rio Ubangi, que faz parte da fronteira entre o Congo e a República Centro-Africana. O Congo é uma nação rica em minerais, mas as estradas são praticamente inexistentes fora das cidades principais, então as viagens se limitam aos aviões e aos barcos, dada à grande quantidade de rios no país. Os acidentes são frequentes devido à superlotação e à falta de manutenção.

Tudo o que sabemos sobre:
Congo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.