Barco com imigrantes ilegais afunda na Turquia e mata 58

Pelo menos 58 imigrantes ilegais se afogaram quando o barco de pesca que os transportava em direção à Europa afundou perto da costa da Turquia, disseram autoridades nesta quinta-feira. Dezenas de sobreviventes, a maioria deles iraquianos e sírios, conseguiram nadar até a margem, que estava a apenas 50 metros de distância.

AE, Agência Estado

06 de setembro de 2012 | 13h10

Nove crianças estão entre os mortos, de acordo com a Dogan News Agency. Os sobreviventes afirmaram que diversas pessoas ficaram presas embaixo do convés do navio submerso. Mergulhadores lançaram uma operação para tentar encontrá-las, mas espera-se que o número de mortos aumente. Muitos dos que estavam na embarcação eram mulheres e crianças.

O grupo de imigrantes saiu da cidade de Izmir, onde contrabandistas disseram que os levariam até a Grã-Bretanha. Autoridades prenderam dois turcos acusados de fazerem parte do esquema, reportou a emissora TRT.

Imigrantes da Ásia e África costumam tentar chegar à Europa através da Turquia. Todo ano, milhares zarpam em direção às ilhas gregas em barcos precários saídos de território turco. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Turquiaimigrantesnaufrágioatualiza 1

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.