Barco palestino sem tripulação explode perto de Gaza

Um barco de pesca palestino não tripulado com centenas de quilos de explosivos foi pelos ares na costa da Faixa de Gaza hoje. Os militares israelenses afirmaram que tratava-se de uma tentativa de ataque a uma patrulha naval na área. Não houve feridos, mas o incidente ameaça perturbar a calma relativa no território governado pelo grupo militante islâmico Hamas. Israel mantém uma presença naval rígida na Faixa de Gaza, parte de um bloqueio cujo objetivo é impedir que o Hamas receba armas.

AE-AP, Agencia Estado

13 de abril de 2009 | 13h46

O chefe militar de Israel, general Gabi Ashkenazi, disse que a embarcação foi notada mais cedo, em meio a uma forte neblina, por uma patrulha naval. Segundo o militar, a tripulação monitorou o navio e ele explodiu a 600 metros da patrulha. "Nossa estimativa é que eram algumas centenas de quilos de explosivos", disse Ashkenazi, em Tel-Aviv. "Acreditamos que foi uma tentativa de danificar embarcações navais israelenses, que estou contente que não teve sucesso."

Fontes militares disseram que ainda trabalham para determinar como os explosivos foram detonados. O Exército afirma que o incidente ocorreu perto na costa norte de Gaza, perto da fronteira israelense. A forte explosão foi ouvida inclusive em Cidade de Gaza, muitos quilômetros ao sul. Nenhum grupo até agora reivindicou o ataque. Em 2002, dois militantes palestinos se mataram em um barco cheio de explosivos, perto de uma patrulha israelense, ferindo quatro israelenses. A Jihad Islâmica reivindicou esse ataque.

Tudo o que sabemos sobre:
Israelpalestinosexplosãobarco

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.