Barreira causa novo choque entre israelenses e palestinos

Operários israelenses envolvidos na construção de uma barreira de segurança na Cisjordânia derrubaram oliveiras de famílias palestinas, dando origem a choques entre atiradores de pedras palestinos e soldados do Exército de Israel, que lançaram bombas de gás lacrimogêneo e dispararam balas de borracha contra os manifestantes.Quinze palestinos ficaram feridos, disse uma fonte hospitalar. Dois guardas israelenses de fronteira também sofreram ferimentos leves quando foram atingidos por pedras. Três palestinos foram detidos, informa a polícia de Israel.O incidente teve início nas primeiras horas de hoje na aldeia palestina de Bidou, na Cisjordânia, a noroeste de Jerusalém. Muitas oliveiras plantadas por moradores palestinos da região estão na rota em que Israel pretende erigir sua barreira de segurança. Dezenas de operários equipados com motosserras e acompanhados por cinco escavadeiras entraram em Bidou e começaram a derrubar as árvores.As oliveiras demoram décadas para dar frutos. Na região, a existência dessas árvores costuma simbolizar a longa presença das famílias nas terras onde são plantadas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.