Barroso diz que cúpula da UE tem de apoiar a Ucrânia

Bruxelas, 20/03/2014 - O presidente da Comissão Europeia, José Manuel Barroso, afirmou querer que a reunião de dois dias da cúpula da União Europeia se concentre em apoiar o governo da Ucrânia, em vez de focar exclusivamente as sanções contra a Rússia por ter anexado a região da Crimeia.

AE, Agência Estado

20 de março de 2014 | 11h29

Segundo Barroso, os 28 países da UE precisam mostrar apoio às novas autoridades da Ucrânia com compromissos políticos e ajuda econômica.

Barroso também disse que o mais urgente é garantir que uma "Ucrânia confiável, estável, viável, democrática e próspera" sobreviva após a fuga do ex-presidente Viktor Yanukovich para a Rússia e a instauração do governo liderado pelo primeiro-ministro Arseniy Yatsenyuk.

Yatsenyuk está em Bruxelas, onde assinará um acordo político com os líderes da UE amanhã. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
UEBARROSOUCRÂNIARÚSSIASANÇÕES

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.