Bases americanas atacadas com mísseis no Afeganistão

Aviões de combate americanos bombardearam supostas posições inimigas no Afeganistão depois que duas bases dos Estados Unidos foram atacadas com mísseis no leste do país, informou o Exército dos EUA num comunicado.No primeiro ataque na noite de quinta-feira, nove mísseis de 107 mm foram lançados contra uma base militar dos EUA nas proximidades de Gardez, leste do Afeganistão. Os mísseis caíram perto da base mas não fizeram vítimas, segundo o comunicado divulgado no quartel-general dos militares americanos na Base Aérea de Bagram, norte de Cabul.Os militares acionaram aviões de combate A-10, que lançaram várias bombas e fizeram cerca de 2.000 disparos de canhão. Tropas das forças especiais encontraram um veículo suspeito e destruíram um míssil que não havia sido lançado.Várias horas depois, uma base dos EUA em Lwara, 180 km a sudoeste de Cabul, foi atacada com mísseis e morteiros, e o interior do complexo foi atingido pelo menos uma vez, de acordo com os militares. Soldados foram até o local dos lançamentos e trocaram tiros com suspostos atacantes.Um bombardeiro A-10 lançou mísseis e jogou uma bomba de 225 kg depois que três supostos inimigos foram avistados, e outro avião jogou uma bomba de 500 kg logo depois. Não houve vítimas entre os militares americanos. Pelo menos dois dos supostos atacantes foram mortos, segundo o Exército.Atacantes têm lançado mísseis rudimentares nas proximidades de forças dos EUA no leste do Afeganistão há meses, com pouco ou nenhum sucesso. Tropas americanas patrulham regularmente a fronteira oriental do Afeganistão com o Paquistão em busca de líderes do Taleban e da Al-Qaeda.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.