Bases militares dos EUA no Afeganistão são atingidas por mísseis

Desconhecidos dispararam cerca de uma dúzia de mísseis contra duas bases militares dos EUA nas regiões central e oriental do Afeganistão, danificando dois caminhões mas não provocando vítimas, informou hoje o Exército dos Estados Unidos.Os atacantes lançaram nove mísseis de fósforo branco contra uma base nas proximidades de Lwara, 180 km a sudoeste de Cabul, por volta das 22h30 de sábado, disse o coronel Roger King, um porta-voz do QG americano na Base Aérea de Bagram.Os mísseis - que, ao invés de explodirem, espalham um intenso calor químico - provocaram vários incêndios na base de Lwara, que foram apagados em poucos minutos.Um bombardeiro A-10 lançou uma bomba de 500 kg contra o susposto local do lançamento, e soldados dos EUA impediram que outros dois mísseis fossem disparados.Mais cedo no sábado, um míssil de 107 mm foi lançado contra uma base dos EUA nas proximidades de Khost, nas proximidades da fronteira com o Paquistão, afirmou King. O míssil caiu em território da base, mas não em suas instalações. Dois caminhões foram danificados no ataque. Ninguém foi detido.No domingo, uma base das forças especiais dos EUA em Gardez, cerca de 100 km ao sul de Cabul, foi atacada a tiros. Não houve vítimas e nenhum atacante foi localizado.Bases dos EUA no Afeganistão têm sido atacadas várias vezes por semana, normalmente com mísseis rudimentares disparados por controle remoto ou detonador de tempo. Eles raramente atingem o alvo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.