AP
AP

Bashar Assad diz que sua missão é 'eliminar terroristas'

O presidente sírio rejeitou qualquer solução externa para a crise em seu país

Reuters,

28 de junho de 2012 | 19h13

DUBAI - O presidente sírio, Bashar Assad, disse nesta quinta-feira, 28, que o seu governo tem a missão de "eliminar terroristas" para proteger o povo da Síria, pressionada pela comunidade internacional pelos violentos confrontos há 16 meses. "A responsabilidade do governo sírio é proteger todos os nossos residentes. Você tem a responsabilidade de eliminar terroristas em qualquer canto do país", Assad disse à TV estatal iraniana em entrevista de uma hora.

Veja também:

blog É um erro organizar uma conferência sobre a Síria sem convidar o Irã e a Arábia Saudita

link Turquia envia comboio militar para fronteira com a Síria

"Quando você elimina um terrorista, é possível que você esteja salvando as vidas de dezenas, centenas ou mesmo milhares (de pessoas)". A entrevista coincide com o aumento da violência na Síria e as crescentes tensões com a Turquia, que mobiliza forças na fronteira depois que tropas de Assad abateram um de seus jatos militares na sexta-feira.

Governos ocidentais e árabes devem se reunir no sábado, em Genebra, com membros do Conselho de Segurança da ONU e atores-chave do Oriente Médio como parte dos esforços para encerrar a crise.

Irã nem Arábia Saudita participarão do diálogo que, para diplomatas da ONU, focará um plano de transição para abrir caminho para um governo de unidade nacional.

Assad rejeitou qualquer solução externa para a crise nacional. "Não aceitaremos nenhum modelo não-sírio, modelo não-nacional, seja de grandes países ou de países amigos. Ninguém sabe como resolver os problemas da Síria como nós sabemos."

A Organização das Nações Unidas (ONU) acusa as forças sírias de já terem matado mais de 10 mil pessoas desde o início do conflito, que começou há 16 meses como uma rebelião popular e evoluiu para uma insurgência armada. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.