Bashir ordena formação de autoridade transitória em Darfur

O presidente sudanês, Omar Hassan Ahmad al-Bashir, ordenou nesta segunda feira, 2, a formação de uma autoridade regional transitória na conflituosa região de Darfur, no oeste do país, em aplicação do acordo de paz assinado em maio de 2006, na cidade nigeriana de Abuja. Segundo a decisão presidencial, o novo organismo será presidido pelo assessor de Bashir, Mini Arko Minawi, líder da principal facção do grupo rebelde Movimento de Libertação do Sudão (MLS), que assinou o acordo de paz com o governo de Cartum. Este organismo incluirá governadores do Norte, Oeste e Sul de Darfur. Bashir propôs neste domingo ao Parlamento uma iniciativa para pôr fim ao conflito de mais de três anos em Darfur. Segundo Bashir, a iniciativa considera a solução política como a única opção para pôr fim ao conflito entre os grupos rebeldes e o governo em Darfur. O conflito de Darfur explodiu em fevereiro 2003, quando o MLS pegou em armas, junto a outros grupos, para protestar contra a pobreza e marginalização da região. Cerca de 200 mil pessoas morreram desde então, e 2 milhões foram forçadas a abandnar seus lares e a refugiar-se em campos de refugiados no Sudão e no Chade, no que, segundo a ONU, constitui um dos piores desastres humanitários deste século.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.