Bayer aumenta produção de medicamento contra antraz

A indústria farmacêutica Bayer afirmou que está aumentando a produção do seu medicamento Cipro para tratamento do antraz como conseqüência dos temores de que haja ataques bacteriológicos nos EUA. "Estamos vendo sinais de aumento da demanda", disse a porta-voz da Bayer, Christina Sehnert. Os temores em relação à contaminação pela bactéria se espalharam nos EUA após a morte de um fotógrafo vitimado por uma forma do antraz não identificada nos EUA havia 25 anos. Uma segunda pessoa teve contato com a bactéria, mas ainda não desenvolveu a doença. Rara na natureza, a bactéria do antraz pode ser usada em uma eventual guerra bacteriológica. Sehnert afirmou que uma fábrica de reserva da empresa vai retomar a produção do Cipro, o único medicamento recomendado para esse uso pelos centros norte-americanos de controle de doenças e prevenção. A produção do medicamento pela Bayer deve ter um aumento de 25% a partir de 1º de novembro. O Cipro foi aprovado pelo Food and Drug Administration, órgão responsável pelo controle de medicamentos vendidos nos EUA, em agosto de 2000. Leia o especial

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.