Bayrou denuncia ´pressão´ de Sarkozy contra debate

O centrista François Bayrou, terceiro colocado no primeiro turno das eleições presidenciais francesas, acusou nesta sexta-feira, 27, o candidato conservador Nicolas Sarkozy de ter exercido "pressões" para impedir seu debate do próximo sábado, na TV, com a socialista Ségolène Royal.Na quinta à noite, a emissora de televisão Canal Plus desistiu de organizar o debate entre Bayrou e Ségolène. A candidata de esquerda precisa do apoio dos eleitores do centrista, que recebeu 18,57% dos votos no domingo passado."Não disponho de provas, mas tenho certeza" de que a emissora desistiu de promover o debate "a pedido" de Sarkozy, afirmou Bayrou em entrevista a uma rádio. Ele acusou o candidato conservador de recorrer "à intimidação e a ameaças".O Canal Plus explicou que não podia realizar o debate por causa das obrigações legais de dar o mesmo tempo de tela aos dois candidatos no segundo turno.Bayrou prometeu que, apesar de tudo, haverá um debate entre ele e Ségolène."Encontraremos outra emissora", disse nesta quinta o ex-ministro Jack Lang, conselheiro de Ségolène. Para ele, a equipe de Sarkozy "sabotou a organização e preparação" do debate.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.