BBC inicia transmissões em crioulo para o Haiti

Programa diário será levado ao ar nas seis principais cidades do país.

Américo Martins, BBC

22 de janeiro de 2010 | 10h06

A BBC estreia, neste sábado, suas transmissões de rádio no idioma crioulo para o Haiti.

O programa Conexão Haiti vai levar notícias e informação de utilidade pública para a população do país, que ainda luta para se recuperar dos efeitos devastadores do terremoto da semana passada.

Conexão Haiti será um programa diário, com 20 minutos de duração, e será levado ao ar por emissoras de FM nas seis maiores cidades haitianas.

O programa será levado ao ar das 9h10 às 9h30 (hora local, 12h10 e 12h30 em Brasília).

Ele também poderá ser ouvido pela internet e por satélite, além de sites de relacionamento e outras ferramentas digitais.

Qualquer emissora de rádio haitiana poderá acessar o programa gratuitamente e sem restrições.

Conexão Haiti vai oferecer informações práticas e dicas de saúde pública. O objetivo é estabelecer uma linha direta com os sobreviventes da tragédia e informá-los sobre pessoas desaparecidas.

Falta de comunicações

Esta é a primeira vez que a BBC realiza transmissões em crioulo, que, ao lado do francês, é um idioma oficial do Haiti.

O terremoto no país caribenho destruiu significativamente seus sistemas de comunicações, deixando milhões de haitianos sem informações fundamentais sobre os esforços das equipes de resgate e socorro às vítimas.

Há relatos de que apenas uma estação de rádio, a Signal FM, tem se mantido no ar ininterruptamente desde que o terremoto atingiu o Haiti, na semana passada. Os jornalistas da emissora trouxeram notícias sobre a catástrofe, ajudaram famílias a encontrar parentes e falaram de celebridades que morreram por causa do tremor.

Algumas das emissoras locais ainda estão fora do ar ou realizando transmissões por apenas algumas horas diárias.

O rádio sempre foi o meio de comunicação mais popular no Haiti, o país mais pobre das Américas.

Mesmo as estações que não sofreram danos com o terremoto estão enfrentando problemas para manter seus programas no ar. O principal desafio parece ser a falta de combustível para alimentar seus geradores.

A falta de informação criou graves preocupações para a Organização das Nações Unidas (ONU) e o governo haitiano, e é um dos maiores obstáculos para a operação de ajuda humanitária ao país. Boa parte da população ainda não sabe como e onde procurar apoio.

O novo programa da BBC será produzido em Miami por uma equipe de jornalistas multilíngues, reunida especialmente para esta tarefa.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.