BBC mostra como é a vida no calor saariano

No primeiro tema da série Mundo de Extremos, jornalista visita a um lago escaldante no Djibouti.

BBC Brasil, BBC

01 de dezembro de 2010 | 15h15

A série Mundo de Extremos da BBC investiga diferenças globais em reportagens de rádio, TV e internet. Ao longo dos próximos meses, jornalistas da BBC estarão explorando temas como a educação de crianças, e como o crime é combatido em diferentes partes do mundo.

Para o primeiro tema - "Quente e Frio" - o jornalista Adam Mynott visitou a cidade russa de Oymyakon, oficialmente o lugar habitado mais frio do planeta.

Lá, a temperatura média em janeiro é de -46ºC. A menor temperatura já registrada na Terra foi de -89.2ºC na estação de Vostok, na Antártica, no dia 21 de julho de 1983.

A temperatura média em Dallol fica em 34,4ºC

O lugar habitado mais quente da Terra é um pequeno assentamento chamado Dallol, na Etiópia, onde as temperaturas médias são de 34.4ºC durante todo o ano.

No entanto, relatos recentes sugerem que não há mais moradores permanentes em Dallol. A área é extremamente remota e só se pode chegar a ela em caravanas de camelos, que ainda viajam ao local para recolher sal.

El Aziza, na Líbia, é oficialmente o lugar mais quente do planeta, tendo registrado máxima de 57.7ºC em setembro de 1922.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.