BCE diz que recuperação da zona do euro é modesta

O vice-presidente do Banco Central Europeu (BCE), Vitor Constancio, disse, neste sábado, que a recuperação econômica da zona do euro é "real", mas ainda sujeita a riscos, como a perspectiva de crescimento mais lento dos mercados emergentes e a possibilidade de uma escalada nas tensões entre Rússia e Ucrânia.

Agência Estado

22 de março de 2014 | 16h13

A zona do euro registrou o terceiro trimestre consecutivo de crescimento ao final de 2013, apesar do produto interno bruto (PIB) ter caído 0,4% no total do último ano.

"A recuperação ainda é modesta", disse Constancio, durante uma conferência, realizada no conselho do Federal Reserve, em Washington. "Os riscos estão com tendência de queda e não de alta", disse.

O vice-presidente do BCE também demonstrou preocupação sobre a inflação "muito baixa", que permanece em 0,7%, nível abaixo da meta oficial do banco central, de próximo a 2%. Ele disse que ainda há muita folga ou capacidade ociosa na economia, uma lacuna que não vê fechar até o final de 2016 ou início de 2017.

Constancio também enfatizou que o BCE tem as ferramentas necessárias para lidar com os possíveis solavancos no caminho da recuperação econômica, que incluem a possibilidade de usar taxas de juros negativas ou recorrer a compra de ativos. "Nós temos uma situação de inflação muito baixa. Este é o grande desafio para a política monetária", disse o vice-presidente do BCE.

No que se refere ao acordo, dessa semana, sobre um mecanismo único de resolução para os bancos, Constancio disse que a medida, além dos testes de estresse, deve aliviar as preocupações sobre a saúde do sistema bancário europeu. Ele disse que esse foi um passo fundamental para garantir a expansão econômica. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
BCEEuropaConstancio

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.