BCE manterá política mesmo com melhora na economia

O presidente do Banco Central Europeu (BCE), Mario Draghi, disse nesta quinta-feira que a instituição permanece "determinada" a manter um cenário de política monetária acomodatícia, mesmo vendo melhoras na economia.

LUCAS HIRATA, COM INFORMAÇÕES DA DOW JONES DA MARKET NEWS INTERNATIONAL, Agência Estado

06 de março de 2014 | 14h09

"Há uma continuação de uma recuperação modesta... os dados desde a última reunião também estão amplamente no lado positivo. O desemprego ainda é alto, mas se estabilizou. Na verdade, temos alguns dados, como a queda de 2% de desemprego em Portugal, que é bastante impressionante". Para a autoridade, a diferença entre a Alemanha, a maior economia da região, e países fragilizados está diminuindo.

Ainda que Draghi tenha ressaltado riscos, indicadores recentes sinalizaram que a recuperação não exigia novas medidas de política monetária. Segundo ele, contingências como um aperto nos mercados monetários não aconteceram. "Uma das contingências (para novas ações) era um aperto injustificado da política monetária na extremidade curta do mercado", disse ele. "Se alguma coisa, nós tivemos uma normalização adicional das condições nessa frente, de modo que a outra questão era uma deterioração consistente e persistente das perspectivas para a estabilidade de preços, que não existiu", afirmou.

O presidente do BCE afirmou que, caso seja necessário, a instituição possui opções para estimular a economia. Entre os destaques, Mario Draghi disse que o programa de compras ilimitadas pelo banco, conhecido como Transações Monetárias Diretas (OMT), permanece pronto para ser ativado, se necessário e quando for preciso. Além disso, a autoridade disse que não descarta a revitalização de títulos lastreados em ativos e outras medidas.

Draghi disse que não havia justificativa para a suspensão da esterilização do programa de compras de bônus. Segundo analistas do Brown Brothers Harriman, "isto parece afastá-lo não apenas agora, mas daqui para frente também".

Tudo o que sabemos sobre:
EUROPABCEECONOMIA

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.