Bêbado, diplomata chinês da ONU critica secretário-geral e os EUA

Subsecretário-geral de Assuntos Econômicos e Sociais diz que nunca gostou de Ban Ki-Moon

BBC

10 de setembro de 2010 | 08h09

NOVA YORK - Um alto diplomata da Organização das Nações Unidas (ONU) causou constrangimento em um jantar ao discursar embriagado fazendo críticas ao secretário-geral das ONU e expressando antipatia por americanos.

Segundo um relato publicado pelo blog na internet da revista americana Foreign Policy, o chinês Sha Zukang, subsecretário-geral para Assuntos Econômicos e Sociais, fez o discurso no resort de Alpbach, na Áustria, durante um encontro da cúpula executiva da organização na semana passada.

Sha começou sua fala admitindo: "O vinho me afetou um pouco, mas eu quero dizer algumas coisas que estão na minha cabeça". "Eu sei que você nunca gostou de mim, sr. secretário-geral... Bom, eu também nunca gostei de você", disse ele se dirigindo a Ban.

"Eu não queria vir para Nova York. Era a última coisa que eu queria fazer. Mas eu comecei a amar a ONU e estou começando a admirar algumas coisas sobre você", afirmou.

Ele continuou a se dirigir ao secretário-geral afirmando: "Você tem tentado se livrar de mim. Você pode me mandar embora a qualquer hora, pode me demitir hoje".

Americanos

O blog da Foreign Policy diz que, diante do constrangimento geral, outros diplomatas presentes no jantar ainda tentaram convencer o diplomata chinês a largar o microfone, mas ele continuou, apontando então para outro alto diplomata da ONU, o americano Bob Orr.

"Eu realmente não gosto dele: ele é americano e eu realmente não gosto de americanos", disse ele, antes de elogiar o colega por um discurso proferido na conferência da ONU sobre o clima em Copenhague, no ano passado.

Segundo o porta-voz da ONU Farhan Haq, ouvido pela Foreign Policy, o diplomata chinês se desculpou "profundamente" com Ban Ki-Moon ao encontrá-lo pessoalmente, a seu pedido, na manhã seguinte ao coquetel.

"Ele disse que havia se levantado para falar na noite anterior porque ele sentia que as recentes críticas ao secretário-geral tinham sido injustas e que ele queria esclarecer as coisas" disse Haq.

"Porém, Sha disse ao secretário-geral que ele percebeu que a maneira como ele falou, da forma como foi, após ele tomar algumas bebidas, foi inapropriada e foi longe demais. Ele também admitiu que suas declarações haviam constrangido e irritado outros altos funcionários", afirmou.

Sha assumiu o posto na ONU em 2007, após ter servido como embaixador da China na própria organização.

 

BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Tudo o que sabemos sobre:
ONUBandiplomaciagafe

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.