Bêbado, diplomata chinês ofende Ban Ki-moon

O principal diplomata chinês nas Nações Unidas decidiu realizar uma homenagem ao secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), Ban Ki-moon, em um evento com graduados funcionários da entidade no último fim de semana. Funcionários da ONU disseram, porém, que o diplomata asiático bebeu demais durante o evento e acabou criticando o próprio homenageado, além da ONU e dos Estados Unidos.

AE-AP, Agência Estado

10 de setembro de 2010 | 12h53

A história da gafe foi revelada pela revista Foreign Affairs. Citando uma fonte que pediu anonimato, a publicação disse que Sha Zukang, o subsecretário-geral da ONU para assuntos econômicos e sociais, deu a seguinte declaração no evento: "Eu sei que você nunca gostou de mim, senhor secretário-geral. Bem, eu também nunca gostei de você."

Além disso, o diplomata chinês afirmou que não queria viver em Nova York. "Era a última coisa que eu queria fazer. Mas eu passei a amar a ONU e passei a admitir algumas coisas em você", continuou o funcionário chinês, que ainda criticou um diplomata dos Estados Unidos presente no evento e o próprio país.

Sha pediu "profundas desculpas" quando voltou a se encontrar com Ban Ki-moon, no dia seguinte à gafe, disse um porta-voz da entidade. Segundo o porta-voz, o diplomata chinês se sentiu injustiçado com críticas recentes feitas pelo secretário-geral e queria esclarecer o assunto.

O porta-voz disse que Sha reconheceu, entretanto, que a forma como o assunto foi tratado, "após alguns drinques", foi "inapropriada" e foi "longe demais". "Ele também notou que suas declarações embaraçaram e irritaram outros altos funcionários."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.