Bebê iraquiano é levado para hospital na Inglaterra

Uma menina iraquiana de seis meses que sofreu graves queimaduras num incêndio que destruiu a casa de seus pais, na cidade de Basra, sob cerco do Exército britânico, chegou à Grã-Bretanha, onde receberá tratamento médico, informou o Ministério da Defesa.Mareyam Ailan, de seis meses, voou com seus pais a bordo de um avião militar britânico para o Chipre. Em seguida, os três embarcaram num vôo fretado rumo a Liverpool, no norte da Inglaterra, disse Annabel Mead, uma porta-voz do ministério.A cidade iraquiana de Basra está cercada por soldados britânicos, e intensos combates ocorrem na região.No domingo, os pais da menina abordaram as tropas britânicas para pedir auxílio médico, disse Mead. Segundo ela, os médicos iraquianos não tinham recursos para tratá-la.Mead garante que o incêndio que feriu a menina não foi causado pelos ataques anglo-americanos contra o Iraque."Trata-se de um caso excepcional e as circunstâncias possibilitaram que a trouxéssemos para cá num vôo que trazia outras vítimas", disse Mead. "A decisão de incluí-la no vôo foi tomada com base em questões humanitárias."Mareyam foi levada ao Hospital Infantil Alder Hey, onde foi internada na unidade de terapia intensiva. Segundo o hospital, seu quadro de saúde é estável. Veja o especial :

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.