Bebê não contraiu vírus de mãe vítima da gripe suína

Um bebê prematuro, nascido durante uma cesariana um dia antes de sua mãe se tornar a primeira pessoa a morrer na Espanha por consequência do vírus da Influenza A (H1N1), conhecida como gripe suína, não contraiu a doença, disse Ana Sanches, uma funcionária do setor de saúde do país. "A criança não foi infectada pelo vírus", afirmou.

AE-AP, Agencia Estado

06 de julho de 2009 | 11h43

A mãe do bebê estava na 28ª semana de gestação quando foi internada no hospital madrileno Gregorio Maranon com dificuldade para respirar. Em vista da piora do quadro clínico da gestante, os médicos realizaram uma cesariana no dia 29 com a esperança de salvar o bebê.

A criança nasceu com 1,4 quilograma e passou seus primeiros dias na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do hospital. Não foi possível determinar imediatamente se o bebê estava livre do vírus por causa dos medicamentos dados à mãe.

Tudo o que sabemos sobre:
gripe suínaEspanhabebêprematuro

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.