Bebê panda morre no zoo de Tóquio

Um panda nascido no Zoológico Ueno, em Tóquio, morreu de pneumonia nesta quarta-feira, menos de uma semana após seu nascimento, que foi comemorado com grande entusiasmo.

Reuters

11 de julho de 2012 | 10h21

O filhote foi encontrado inerte e sem batimento cardíaco sobre a barriga da mãe. Ele foi levado a uma incubadora, mas não resistiu.

"Parece que, quando o bebê estava sendo amamentado, ele pode ter aspirado leite, o que causou a pneumonia", disse o diretor do zoológico, Toshimitsu Doi, com voz embargada e enxugando o rosto com um lenço, durante uma entrevista coletiva convocada às pressas.

A mãe, Shin Shin, chegou da China em fevereiro de 2011 com seu parceiro, Ri Ri. Os dois passaram a ser exibidos ao público logo depois do devastador terremoto e tsunami do mês seguinte, no que representou um alívio para os japoneses num momento de luto.

Pandas raramente se reproduzem em cativeiro, mas neste ano Shin Shin e Ri Ri foram flagrados copulando por uma câmera. O bebê nasceu em 5 de julho -- o primeiro nascimento de um panda no Ueno em 24 anos.

A imprensa vinha acompanhando diariamente o desenvolvimento do filhote, mostrando o bichinho todo branco se balançando na incubadora ou sendo ninado no colo da mãe. Visitantes compareceram em grande número nos últimos dias para ver o animal.

(Reportagem de Teppei Kasai)

Tudo o que sabemos sobre:
JAPAOBEBEPANDAMORRE*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.