Cathal McNaughton/Reuters
Cathal McNaughton/Reuters

Bebê real recebe o nome George Alexander Louis

Seguindo a tradição, os nomes são uma homenagem a membros da realeza britânica

O Estado de S. Paulo,

24 de julho de 2013 | 14h23

(Atualizada às 16h50) LONDRES - O filho dos duques de Cambridge, príncipe William e Kate Middleton, recebeu o nome de George Alexander Louis. A informação foi divulgada nesta quarta-feira, 24, pelo Palácio de Buckingham.

O primeiro filho do casal real vai assumir o terceiro lugar na linha de sucessão ao trono britânico e será conhecido como Sua Alteza Real, o príncipe George de Cambridge.

A maior parte dos membros da realeza britânica tem três ou quatro nomes, uma combinação de homenagens a antigos monarcas e familiares. O nome da rainha Elizabeth II, por exemplo, é Elizabeth Alexandra Mary: uma homenagem simultânea à mãe, à bisavó e à avó. O príncipe William chama-se William Arthur Philip Louis.

Com o nome do bebê real não foi diferente. Seis reis britânicos chamaram George. Alexander é uma homenagem à rainha, cujo segundo nome é Alexandra. E Louis, além de ser um dos nomes do meio de William, era o nome do tio-avô e mentor do príncipe Charles.

Após a escolha do nome do bebê, os duques de Cambridge devem escolher um fotógrafo para fazer o primeiro retrato oficial da criança. A partir de agora, George deve ficar afastado dos holofotes.

Kate deu à luz o menino de 3,8 quilos na segunda-feira. Nesta quarta-feira, a rainha Elizabeth II visitou o bisneto no palácio de Kensington, residência oficial de William e Kate.

Demora. A espera pelo nome do bebê real era aguardada com ansiedade pelos britânicos. Casas de apostas os nomes mais mencionados pelos jogadores eram George e James.

A divulgação do nome de George Alexander poderia ter demorado mais. Quando o príncipe William nasceu, seu nome foi anunciado ao público apenas uma semana depois de Diana o ter dado à luz. O nome do príncipe Charles foi divulgado um mês após o seu nascimento./ AP e REUTERS

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.