Belga considerado em vida vegetativa estava consciente

Um belga erroneamente diagnosticado como em estado vegetativo durante 23 anos disse, hoje, que a descoberta de que ele estava consciente gerou nele uma sensação de renascimento. Vítima de um acidente de carro, Rom Houben passou décadas de solidão e impotência, segundo suas próprias palavras.

AE-AP, Agencia Estado

24 Novembro 2009 | 17h46

Os médicos diagnosticaram que Houben havia ficado em estado vegetativo após o acidente, mas aparentemente ele nunca perdeu a consciência. Um especialista que utilizou um tipo de scanner cerebral não disponível nos anos 1980 finalmente compreendeu o caso e lhe deu um equipamento para que ele pudesse se comunicar.

Houben disse, em entrevista, que os anos de imobilidade e sem comunicação deram a ele uma sensação de "solidão, impotência, mas também a bênção de possuir uma família". Perguntado sobre se sentia renascido, ele comparou: "Igual a um bebê, isso ocorre com muitos tropeços."

Mais conteúdo sobre:
Bélgica belga vida vegetativa

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.