Bento XVI escolhe seis cardeais para colégio

O papa Bento XVI escolheu nesta quarta-feira seis cardeais, elevados ao patamar dos clérigos que deverão eleger o seu sucessor no colégio dos cardeais. Bento XVI nomeou clérigos do Líbano, Filipinas, Índia, Nigéria, Colômbia e Estados Unidos para o cardinalato. Entre os nomeados está o arcebispo James Harvey, prefeito norte-americano da Cúria papal, o qual também foi nomeado por Bento XVI para vigário da basílica de São Paulo Fora dos Muros, em Roma. Nenhum dos nomeados é italiano ou europeu, o que surpreendeu os observadores do Vaticano. Com as nomeações, o colégio terá 120 cardeais. A Europa ainda terá a maioria, 62 do total.

AE, Agência Estado

24 de outubro de 2012 | 19h45

Como prefeito, Harvey era o superior direto do ex-mordomo do papa, Paolo Gabriele, de 46 anos, condenado por um tribunal do Vaticano em 6 de outubro por furtar documentos de Bento XVI. Foi o mais grave vazamento de informações na história contemporânea do Vaticano. Bento XVI, de 85 anos, anunciou as nomeações hoje e disse que os cardeais serão formalmente empossados em 24 de novembro.

Segundo informações da agência italiana Ansa, os seis serão oficialmente nomeados em consistório no dia 24 do próximo mês. Entre os nomeados, além de Harvey, estão o patriarca dos maronitas libaneses e de Antioquia, Bechara Boutros Ra; o monsenhor Rubén Salazar Gómez, arcebispo de Bogotá; o arcebispo dos cristãos siro-malankaresi da Índia, Basílios Cleemins Thottunkal; o arcebispo de Abuja (Nigéria), monsenhor John Onaiyekan; e o arcebispo de Manila, Luis Antonio Tagle.

As informações são da Associated Press e da Ansa.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.