Bento XVI faz benção tradicional após retirar o gesso

'Minha mão está livre, mas continua preguiçosa', disse o pontífice ao público que foi à benção

AE-AP

23 de agosto de 2009 | 15h57

O Papa Bento XVI fez neste domingo, 23, sua primeira aparição pública após a retirada do gesso que manteve seu braço direito imobilizado desde o dia 18 de julho deste ano. Na tradicional benção do meio dia feita nos jardins da residência papal de verão em Castel Gandolfo, ficou nítido que o Papa ainda prefere usar o braço esquerdo, embora ele já possa fazer uso da mão direita que permanece apenas coberta por uma bandagem branca.    

 

"Como vocês podem ver, minha mão está livre, mas ainda continua um pouco preguiçosa", afirmou Bento ao público que o aguardava. "Eu ainda preciso continuar na escola da paciência, mas estamos indo bem."

O pontífice de 82 anos teve o pulso direito fraturado no dia 17 de julho após uma queda no banheiro do chalé onde estava hospedado em férias na cidade de Les Combes, no noroeste da Itália. O gesso foi removido na sexta-feira passada e os médicos disseram que o pulso do Papa está se recuperando bem, e que a queda não teve nenhuma relação com qualquer problema de saúde do pontífice.

Tudo o que sabemos sobre:
VaticanoBento XVIqueda

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.