Bento XVI pede fim da violência no Sul do Quirguistão

O papa Bento XVI pediu que as comunidades do Quirguistão renunciem à violência e resistam a todas as provocações para que a paz e a segurança possam ser rapidamente restauradas no Sul do país. O pontífice também alertou a comunidade internacional para que garanta ajuda humanitária, de modo que chegue depressa àqueles que sofrem na região, que pertenceu à antiga União Soviética. O papa expressou tristeza e ofereceu orações pelas vítimas, durante sua fala hoje, na Praça de São Pedro.

AE - AP, Agência Estado

20 de junho de 2010 | 12h02

Milhares de refugiados do Usbequistão permanecem na fronteira com o Quirguistão, dizendo temer que sejam mortos se voltarem para casa. Eles acusam tropas quirguiz dos ataques em massa que deixaram centenas de mortos. A violência se intensificou há cerca de uma semana, quando grupos étnicos quirguiz atearam fogo em vilarejos usbeques.

Tudo o que sabemos sobre:
PapaQuirguistão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.