Gregorio Borgia/Reuters
Gregorio Borgia/Reuters

Bento XVI pode receber vítimas de abusos, diz porta-voz

Papa já se reuniu com outras vítimas de abuso em viagens recentes

AE-AP, Agência Estado

09 de abril de 2010 | 11h06

VATICANO - O papa Bento XVI está disposto a receber mais vítimas dos abusos sexuais cometidos por clérigos, afirmou hoje seu porta-voz. O reverendo Federico Lombardi disse à Rádio Vaticano que muitas vítimas não pedem compensação financeira, mas sim ajuda moral. O papa já se reuniu com vítimas dos abusos em viagens a Estados Unidos e Austrália, e também com um canadense em Roma.

Na Alemanha, a diocese de Erfurt informou que denunciou a promotores o caso de um sacerdote suspeito de abusar de quatro crianças durante vários anos. A diocese informou que apresentou uma denúncia penal sobre os abusos, supostamente cometidos entre 1980 e 1996. O sacerdote foi identificado somente como reverendo Ernst W., de 61 anos, e confessou os crimes.

O religioso foi suspenso de suas atividades e está em um lar para idosos, em outra diocese, enquanto prosseguem as investigações. A diocese informou que o homem pôde trabalhar em instituições para infratores juvenis na primeira década do século, ainda que a diocese estivesse ciente das denúncias contra ele.

Tudo o que sabemos sobre:
padrespedofiliaabusospapavítimas

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.