Bento XVI quer península das Coréias sem armas nucleares

O papa Bento XVI afirmou nesta segunda-feira que o Vaticano apóia as negociações para que a península das Coréias seja fique livre das armas nucleares. Em um discurso feito ao novo embaixador japonês no Vaticano, Bento XVI fez referência à crise nuclear em torno do programa da Coréia do Norte e destacou a importância "das negociações bilaterais ou multilaterais". O papa afirmou também que está "convencido de que a solução para a crise deve ser feita por meios pacíficos e em meios que respeitem os acordos de todos os lados para que a península da Coréia não tenha armas nucleares".

Agencia Estado,

13 Novembro 2006 | 09h52

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.