Bento XVI vê erro em caso de bispo que nega Holocausto

O papa Bento XVI admitiu que o Vaticano cometeu erros na forma como lidou com a polêmica referente a um bispo britânico que nega o Holocausto, mas disse ter ficado triste com as críticas feitas por pessoas próximas a ele. O pontífice fez uma avaliação pessoal do caso numa carta a bispos católicos de diversas partes do mundo tornada pública hoje pelo Vaticano.Bento XVI defendeu seus esforços para atrair os ultraconservadores e comentou que o fato de o passado do bispo não ter sido pesquisado nem mesmo com uma simples consulta à internet foi um "infortúnio imprevisto" que causou tensões entre cristãos e judeus, além de ter colocado em dúvida seu próprio interesse pessoal na amizade entre os dois grupos religiosos.

AE-AP, Agencia Estado

12 de março de 2009 | 09h16

Tudo o que sabemos sobre:
VaticanopapaHolocausto

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.