Berlusconi absolvido em acusações de corrupção

Uma corte de Milão absolveu o primeiro-ministro da Itália, Silvio Berlusconi, de acusações de corrupção, numa importante vitória para o bilionário em uma batalha jurídica que já dura uma década e que, segundo Berlusconi, foi provocada por promotores de esquerda.Pouco mais de 24 horas depois de o caso chegar ao colegiado de três juízes, saiu o veredicto: inocente em uma acusação, e a outra foi considerada prescrita. A promotoria, que pedia pena de oito anos de prisão para o primeiro-ministro, alega que Berlusconi deu dinheiro para que um sócio subornasse juízes em Roma, a fim de evitar a venda de uma empresa estatal para um grupo industrial rival do magnata. Em 1985, a Justiça impediu a venda. Nesta acusação, o premier foi inocentado.A outra acusação alegava que Berlusconi manteve um juiz na folha de pagamento, para cuidar de ações criminais contra seu império econômico. Este caso foi considerado prescrito.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.