Berlusconi assume o governo da Itália

Silvio Berlusconi assumiu hoje o cargo de primeiro-ministro da Itália à frente de um gabinete que inclui Umberto Bossi - o mesmo político que provocou há sete anos a queda de seu governo. Após Berlusconi prestar juramento, foi a vez de Gianfranco Fini, que dirige outro movimento integrante da coalizão de governo, a ex-neofascista Aliança Nacional. Bossi, cuja Liga Norte propôs no passado a secessão do norte da Itália, assumiu como titular do ministério de Reformas e jurou lealdade à República italiana. Berlusconi assumiu após um mês de discussões com seus aliados a respeito da distribuição das pastas ministeriais. Aos 64 anos de idade, Berlusconi é um dos homens mais ricos do mundo. Ele controla três redes privadas de televisão e tem participação acionária em empresas dos setores editorial, publicitário, de seguros e bens de capital. No domingo, após anunciar seu gabinete de 25 membros, Berlusconi falou como o diretor geral de uma corporação: "Os italianos esperam muito, mas a equipe que apresentei hoje está no controle da situação". Prometeu que seu governo "garantirá a inovação, a liberdade e o bem-estar de todos os cidadãos".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.